“Dedo de Verso” oferece prática de criação literária para 120 alunos da periferia de Uberlândia

“Dedo de Verso” oferece prática de criação literária para 120 alunos da periferia de Uberlândia

Atividades, que apontam para transversalidade artística, promovendo diálogos com as linguagens teatral e musical, resultarão em cinco saraus abertos à comunidade.

Atividades, que apontam para transversalidade artística, promovendo diálogos com as linguagens teatral e musical, resultarão em cinco saraus abertos à comunidade.

O projeto Dedo de Verso está possibilitando gratuitamente oportunidade ímpar para 120 crianças e adolescentes da periferia de Uberlândia, uma vez que vai além do ensino de Literatura oferecido na Educação Formal.
De acordo com o realizador do Projeto, o músico e compositor, Enzo Banzo, as atividades são voltadas para a Criação Literária, e não somente para o estudo das obras da historiografia literária (que podem ser usadas como referência). “Dedo de Verso aborda a performance literária, na qual o poema ganha voz e vida, ao não se reduzir ao espaço do papel. Na perspectiva da palavra falada ou cantada, o projeto aponta para a transversalidade artística, promovendo diálogos com as linguagens teatral e musical”, explica Banzo, que tem extensa e reconhecida participação na cena cultural uberlandense.
Assim, constituído por um processo de formação em criação e performance literária, Dedo de Verso irá resultar em cinco saraus que serão apresentados ao público na sede do Programa Transforma no bairro Alvorada – onde as oficinas semanais e gratuitas do Projeto acontecem; em um teatro da cidade; e também em escolas públicas.
Entre as atividades do Projeto, estão previstos 32 workshops com escritores, cantores e professores da área sobre: técnicas de criação literária, criação de letra sobre melodia e perfomance literária.
Os participantes do Projeto já vivenciaram os primeiros workshops de criação literária com a escritora, Cleusa Bernardes, e em Maio terão workshops com o próprio idealizador do Projeto, Enzo Banzo.
Dedo de Verso é um projeto realizado em parceria com Programa Transforma e patrocinado pelo Instituto Algar.

Sobre Enzo Banzo
Compositor com mais de 20 canções gravadas por Porcas Borboletas, Daniela Borela, Quarteto Vagamundo e EMCANTAR, é integrante da banda Porcas Borboletas desde 1999, com a qual circulou por todo território nacional e exterior, e gravou os CDs “Porcas Borboletas”, “A passeio” e “Um Carinho com os Dentes”. Foi assessor de Articulação Cultural da Secretaria Municipal de Cultura de Uberlândia entre 2014 e 2016, e também Arte-Educador, Músico e diretor musical no Grupo Emcantar por mais de 10 anos. É ainda autor do livro “Poesia Colírica”.

Sobre Cleusa Bernardes
Professora de Ensino Fundamental e Ensino Médio pelo Estado de Minas Gerais, publicou o livro “Djanira na Janela e outros poemas”, e compôs letras para canções em parceria com Enzo Banzo e Daniela Borela, gravadas nos discos Daniela Borela (2011), Mutirão, do Grupo Emcantar (2003) e Emcantar (1999). Foi coordenadora artística do Projeto “Flor de Chita, memórias, vivências, bordados”, e ministrou oficinas de Criação Literária nos Projetos “Ideias Incontidas” e “Tecnologia Escutatória”.

Sobre Instituto Algar
Por acreditar que a educação é o caminho que vai levar o Brasil a uma realidade melhor, o Grupo Algar investe, desde 1994, em programas sociais voltados à comunidade. A ideia é contribuir com a melhoria da qualidade da educação brasileira. Ao longo dos anos, estes programas cresceram e, em 2002, passaram a ter a gestão do Instituto Algar e uma atuação em três dimensões: social, ambiental e cultural. Os programas sociais chegam a 25 cidades, 102 escolas parceiras, 8.020 mil alunos beneficiados, 225 educadores envolvidos e a participação voluntária de 1.150 associados da Algar.

Michele Borges
ADMINISTRATOR
PROFILE

Posts Carousel

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

Cancel reply

Latest Posts

Top Authors

Most Commented

Featured Videos