“Dorotéia”, de Nelson Rodrigues, chega à Uberlândia

“Dorotéia”, de Nelson Rodrigues, chega à Uberlândia

Uberlândia será segunda cidade mineira a receber o espetáculo que comemora os 60 anos de carreira de Rosamaria Murtinho e traz toda a sensualidade de Letícia Spiller.

Uberlândia será segunda cidade no país a receber o espetáculo que comemora os 60 anos de carreira de Rosamaria Murtinho e traz toda a sensualidade de Letícia Spiller, de 24 a 26 de junho.

Rosamaria Murtinho e Letícia Spiller estão juntas em cena, como a fera e a bela, nesta montagem de “Dorotéia”, texto de Nelson Rodrigues, com direção e encenação de Jorge Farjalla. Rosa interpreta a protagonista Dona Flávia, uma mulher feia, frustrada e infeliz que faz de tudo para destruir a beleza da prima Dorotéia, ex- prostituta, uma pecadora incorrigível, porém arrependida, vivida por Letícia. Ambas encenam pela primeira vez um texto de Nelson Rodrigues.

A turnê do espetáculo que comemora 60 anos de carreira de Rosamaria Murtinho será apresentada em Uberlândia nos dias 24, 25 e 26 de junho, em teatro arena erguido exclusivamente para a peça, no pátio do Colégio Nacional.

“Sempre interpreto mulheres ricas e sofisticadas. Queria uma personagem que me desconstruísse completamente, e pedi isso ao Farjalla”, revela Rosamaria, que idealizou o projeto junto com o diretor, dentro das comemorações de seus 60 anos de carreira.

Letícia Spiller se descobriu apaixonada por “Dorotéia”. “Logo que comecei a estudar teatro, o meu desejo era fazer essa peça”, lembra ela que, mais de 20 anos depois, enfim recebeu o convite do diretor Jorge Farjalla e de Rosamaria Murtinho para encená-la.

“Sou um privilegiado por trabalhar com duas gerações de grandes atrizes, com personagens de peso e no texto de Nelson. A energia que a Letícia tem é exatamente o que eu queria para a Dorotéia e Rosinha traz a visceralidade peculiar à Dona Flávia”, diz Farjalla.

“Dorotéia”, escrita em 1949, fechou o ciclo das obras do teatro desagradável de Nelson Rodrigues, classificado pelo crítico Sábato Magaldi como “peças míticas”. O texto é uma ode à beleza da mulher onde a heroína, título da obra, segue em busca da destruição de sua própria beleza para se igualar à feiúra de suas primas: Dona Flávia, Maura e Carmelita. Numa casa só de mulheres, sem quartos e onde há mais de 20 anos não aparece um homem, chega Dorotéia, uma ex-prostituta arrependida, que quer se redimir de seus pecados. Procura abrigo na sua família e é, em alguns momentos, questionada por Dona Flávia, a prima mais velha, que, mesmo com sua raiva, implicância e orgulho, faz de tudo para removê-la da idéia, às vezes com uma nesga de afeto, de fragilidade e disfarçados gestos de acolhimento, mas contando que ela aceite as condições de viver naquela casa e se tornar tão feia quanto o resto da família.

Outro ponto alto do espetáculo – e que o diferencia das demais encenações – é o coro masculino, não presente na obra, batizado pela direção como “Homens Jarro” que representa tanto a aparição do signo “jarro”, símbolo que está no texto, como os homens que passaram pela vida da ex-prostituta. Esse coro permeia a encenação executando ao vivo os sons e a trilha do espetáculo.

Para produtor responsável pela peça em Uberlândia, Carlos Guimarães Coelho este é mais um desafio em sua trajetória. “Me vejo repetindo a ação de alguns anos atrás, quando alçava voos corajosos. Nesse momento eu poderia optar por uma produção menos complexa, mas escolhi essa por propor novos paradigmas para a cena. É um Farjalla, conheço essa assinatura. E, como produtor, me sinto com a responsabilidade de oferecer o melhor ao público uberlandense”, destaca.

Serviço
Espetáculo: “Dorotéia”
Texto: Nelson Rodrigues
Direção e Encenação: Jorge Farjalla
Elenco: Rosamaria Murtinho, Letícia Spiller, Alexia Deschamps, Dida Camero, Anna Machado e Jaqueline Farias
Local: Colégio Nacional – Avenida Araguari, 120 – Bairro Martins – Uberlândia
Temporada: 24 a 26 de junho de 2016
Horário: Sexta-feira, sábado e domingo, às 20h30
Preço: R$ 100,00 (inteira) e R$ 50,00 (meia)
Vendas: Greta Cauê – Av Rondon Pacheco, 1413 e no site www.megabilheteria.com
Classificação: 16 anos

Michele Borges
ADMINISTRATOR
PROFILE

Posts Carousel

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

Cancel reply

Latest Posts

Top Authors

Most Commented

Featured Videos