Planejamento em construção civil torna obra mais barata

Planejamento em construção civil torna obra mais barata

Confira as dicas do especialista para quem vai construir ou reformar. Estar dentro da legalidade, com alvará de construção em mãos, é o primeiro passo para quem quer construir ou reformar sem problemas. É o que garante o gerente de planejamento da PDCA ENGENHARIA, Márcio Casonato. “O primeiro passo para iniciar uma obra é se

Confira as dicas do especialista para quem vai construir ou reformar.

Estar dentro da legalidade, com alvará de construção em mãos, é o primeiro passo para quem quer construir ou reformar sem problemas. É o que garante o gerente de planejamento da PDCA ENGENHARIA, Márcio Casonato.
“O primeiro passo para iniciar uma obra é se preocupar com todas as questões legais que envolvem o processo. Isso significa dar o pontapé inicial à obra com tranquilidade”, afirma.
De acordo com o arquiteto, depois disso, é importante fazer um planejamento da obra, mensurando todos os gastos e o tempo de duração. E para que o planejamento siga de acordo com o estipulado, a contratação de um profissional de apoio, seja um arquiteto ou engenheiro, é fundamental.
“Ao contrário do que muitos pensam, a contratação desse profissional não encarece a obra, mas ajuda que o trabalho seja feito com exatidão, não necessitando retrabalhos. Além disso, ele pode orientar na aquisição de materiais e suprimentos, auxiliando a economizar e comprar apenas o que for necessário”, acrescenta o especialista.
Mas, a verdade é que ainda é comum casos de pessoas que decidem construir ou reformar e não seguem planejamentos. “Chamamos esta prática de ‘fazejamento’ ou ‘vamos fazendo’. Essa mentalidade acaba tornando a obra mais cara. Quando não há um plano para se seguir, o risco da obra demorar mais do que deveria é maior”, afirma Casonato.

Obras sustentáveis: cada vez mais acessíveis
O arquiteto afirma que, para projetos de menor porte, é possível ter uma obra com materiais sustentáveis e que esteja dentro do orçamento inicial. “Elaborar um projeto sustentável, ao contrário do que pode parecer, não é um bicho de sete cabeças. Quando se pretende construir buscando a sustentabilidade, há muitas possibilidades que podem ser incluídas no projeto que não são caras e nem de difícil acesso. Um exemplo disso são as placas de aquecimento solar, que ajudam a economizar energia e hoje possuem preços acessíveis”, conta Márcio Casonato.
O arquiteto ainda cita outras atitudes simples e sustentáveis para a hora de construir ou reformar. “Desde o momento da compra de materiais pode-se fazer opções que caibam no bolso e ao mesmo tempo ajudem o meio ambiente. Optar por peças que economizem energia e água, ou até mesmo por materiais produzidos na região evitando assim tráfego para transportá-las, são atitudes que todos podem ter no momento de construir ou reformar, visando o bem do meio ambiente”, destaca.

1 comment
Michele Borges
ADMINISTRATOR
PROFILE

Posts Carousel

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

Cancel reply

1 Comment

Latest Posts

Top Authors

Most Commented

Featured Videos