Projeto ensina cinema a crianças e adolescentes do setor leste de Uberlândia

Projeto ensina cinema a crianças e adolescentes do setor leste de Uberlândia

Todo mundo brinca que criança hoje em dia já nasce sabendo usar um smartphone. E muito também se questiona sobre a medida adequada dessa utilização.Potencializar a utilização saudável dessa tecnologia por crianças e adolescentes, é que o Projeto Tecnologia Escutatória.

Oficinas-de-Audiovisual---Foto-Douglas-LuzzTodo mundo brinca que criança hoje em dia já nasce sabendo usar um smartphone. E muito também se questiona sobre a medida adequada dessa utilização.
Pensando nisso, em potencializar a utilização saudável dessa tecnologia por crianças e adolescentes, é que o Projeto Tecnologia Escutatória oferece gratuitamente a crianças e adolescentes do setor leste de Uberlândia oficinas de audiovisual em que os participantes aprendem a fazer cinema utilizando as câmeras de seus smartphones.
Durante as oficinas, que são semanais e acontecem no Clube Cesag, no bairro Alvorada, cerca de 240 crianças e adolescentes aprendem a ter um novo olhar sobre o cotidiano.
“Brincamos de fazer cinema e fazemos! Os alunos se dividem nas funções de roteirista, produtor, diretor, ator, e com seus celulares gravam histórias surpreendentes”, conta a arte-educadora do EMCANTAR que coordena as atividades, Aline Miguel.
Hoje, para estas crianças e adolescentes, o celular se tornou um instrumento de produção de arte e conhecimento. E tem mais: depois dos vídeos gravados, eles aprendem a editar o material e a postá-lo no blog criado especialmente para isso: www.tecnologiaescutatoria.blogspot.com.br.
A coordenadora do trabalho conta que depois de tanto aprendizado tem muito menino e menina querendo estudar mais. É o caso da aluna, Vitória Moura, de 14 anos, que está no Projeto. Ela pensa em fazer a faculdade de cinema e até já se arriscou em fazer vídeos para a escola em que estuda. “Eu aprendi muita coisa e quero aprender muito mais, fazer mais e mais vídeos. Estamos gravando um DVD. Eu quero fazer cinema, ser uma cineasta de verdade”, diz a aluna.
Filmando no palco do teatro
Nesta semana, nos dias 15, 16 e 17, para enriquecer ainda mais o aprendizado, a turma do audiovisual vai participar de um workshop especial com os cineastas Iara Magalhães e Guilherme Lopes, no Teatro Rondon Pacheco.
“Eles vão gravar no teatro um roteiro especial que está sendo preparado pelos cineastas e com isso terão a oportunidade de conhecer em detalhes um grande palco, com iluminação profissional, entre outras coisas”, explica Aline, que ainda ressalta: “para estas crianças, este é um momento único, mágico, que certamente pode se refletir nas escolhas de vida e no futuro de cada um deles”.
As oficinas de audiovisual fazem parte do Projeto Tecnologia Escutatória, que é desenvolvido pelo EMCANTAR, em parceria com o Programa Transforma, do Instituto Algar, por meio da Lei Estadual de Incentivo à cultura de Minas Gerais.
Serviço:
O quê: Gravação do Projeto Tecnologia Escutatória
Onde: Teatro Rondon Pacheco
Quando:
Dia 15/09 das 8h30 às 10h30
Dia 16/09 das 8h30 às 10h30 e das 14h às 16h
Dia 17/09 das 14h às 16h
Sobre o EMCANTAR
É um grupo que há 18 anos trabalha com Arte e Educação. Na vertente artística, já lançou cinco álbuns: EMCANTAR (1999), MUTIRÃO (2003), PARANGOLÉ (2009), ESCUTATÓRIA (2012) e ENTREDENTES (2013). Além disso, realizou mais de 800 apresentações para mais de 250 mil pessoas de diversas cidades do Brasil, e acaba de retornar dos Estados Unidos, onde fez sua primeira apresentação internacional.
Na área educacional, desenvolve projetos de formação em artes, cultura e meio ambiente, através dos quais já envolveu mais de 30 mil pessoas, especialmente, educadores, crianças e adolescentes de regiões periféricas. Para saber mais, acesse: www.emcantar.org
 
Sobre o Instituto Algar
A Algar acredita que a educação é o caminho que vai levar o Brasil a uma realidade melhor. É por isso que, desde 1994, o Grupo investe em programas sociais voltados à comunidade, com objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade da educação brasileira. Essa decisão da Algar é operacionalizada, desde 2002, pelo Instituto Algar e reflete o compromisso com a sustentabilidade, que permeia todas as ações do Grupo. São quatro programas sociais* que juntos chegam a 24 cidades, 70 escolas, 3.400  alunos, 200 educadores e a participação voluntária de 800 associados da Algar. (*Dados referentes a 2014). Dentre eles, o Programa Transforma, que atende 09 bairros de Uberlândia com objetivo de promover o desenvolvimento humano de alunos do ensino fundamental e médio realizando ações de Educação Integral no contra turno escolar.
Michele Borges
ADMINISTRATOR
PROFILE

Posts Carousel

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

Cancel reply

Latest Posts

Top Authors

Most Commented

Featured Videos